Arquivos Programa de Integridade - Código Conduta | Conformidade e Integridade Corporativa
Conformidade e Integridade na Área da Saúde

Conformidade e Integridade na Área da Saúde

Na data de ontem, 5 de novembro de 2019, foi realizado na cidade de Londrina o evento “Conformidade e Integridade na Área da Saúde”, promovido pela Alonso Pistun Advocacia em conjunto com a CódigoConduta.com, a BBA Treinamento & Consultoria Empresarial e a AW Strapasson Assessoria em Compliance e Advocacia.

O evento foi dividido em 4 painéis com os seguintes temas: “Compliance e Conflitos no Ambiente Institucional”, “Gestão, Identificação, Análise e Mitigação de Riscos”, “A Importância do Sistema de Gestão de Compliance” e “Fraudes e Corrupção (Prevenção e Combate)”.

Durante sua exposição, o Sócio-Diretor da CódigoConduta.com, Fernando Henrique Zanoni, apresentou o complexo ambiente institucional da saúde e como estruturar um Sistema de Gestão de Compliance robusto e efetivo, baseado no framework das Normas ISO 19600:2014 e 37001:2017. Ao final do evento também foi lançada a obra “Sistemas de Gestão de Compliance e a RN nº 443/2019”.

“É importante disseminar a cultura do compliance em todos os lugares. O interior do Paraná é notoriamente um importante pólo de negócios em inúmeros segmentos e as organizações que atuam no segmento da saúde, sejam hospitais, clínicas, laboratórios, distribuidores ou fabricantes de dispositivos médicos ou operadoras de planos de saúde precisam implementar mecanismos e ferramentas de controle interno e governança corporativa. Falar para um público tão qualificado e ainda aproveitar o evento como uma primeira oportunidade de lançar o meu livro é bastante gratificante. Estou muito orgulhoso do trabalho que estamos fazendo à frente da CódigoConduta.com”, asseverou Fernando Henrique Zanoni.

CódigoConduta.com na ExpoGestão 2019

CódigoConduta.com na ExpoGestão 2019

A CódigoConduta.com apresentou suas soluções em Conformidade e Integridade Corporativa para seleto grupo de executivos e profissionais durante a Feira de Produtos, Serviços e Soluções Empresariais da ExpoGestão 2019, evento que foi realizado entre os dias 14 a 16 de maio de 2019, no Centro de Convenções e Exposições Expoville, na cidade de Joinville, em Santa Catarina.

Em sua 17ª edição, a ExpoGestão foi uma oportunidade única para líderes empresariais e gestores atualizarem tendências e estreitarem relacionamentos. Além da Feira, foram realizadas palestras e workshops nas áreas de Governança Corporativa, Estratégica, Cultura de Gestão e Liderança, Inovação Disruptiva, Cibersegurança e Inteligência Artificial, Design, Consumo, Economia, Ética e Empreendedorismo.

Segundo Cynzia Fontana, Sócia-Diretora da CódigoConduta.com, a participação da empresa foi importante para fortalecer a marca: “Além dos ótimos contatos com prospects, interessados em implementar ou sofisticar seu Programa de Integridade, também conhecemos potenciais parceiros comerciais da região. Com nossa metodologia e tecnologia exclusivas, queremos atuar em todo o território nacional, e por isso estar junto aos tomadores de decisão é fundamental.

A CódigoConduta.com continua seu plano de expansão, buscando parceiros estratégicos em todos os Estados, visando disseminar o Compliance e conduzir as organizações à melhoria de seus processos internos e a implementação de uma cultura de integridade. Caso queira se tornar um parceiro institucional, entre em contato conosco.

Para ver as fotos do evento e saber mais, acesse nosso Instagram clicando aqui.

Investimentos na implementação de um Programa de Compliance podem representar um terço dos custos gerados por sua ausência

Investimentos na implementação de um Programa de Compliance podem representar um terço dos custos gerados por sua ausência

Implementar um Programa de Integridade, ou de Compliance, deixou de ser exclusividade de grandes organizações multinacionais para se tornar uma ferramenta de gestão para empresas de todos os portes e segmentos de negócio. E cada vez mais executivos do alto escalão estão tendo essa percepção.

Contudo, como todo tema relativamente novo, ainda existem alguns mitos em relação aos investimentos necessários para desenvolver ações e adotar ferramentas para sofisticar as ações de Compliance dentro de uma organização e os custos de não fazê-lo.

Nesse contexto, um estudo com 46 empresas chamado de The True Cost of Compliance, realizado pelo Ponemun Institute LLC, traz dados valiosos.

O principal deles diz respeito aos custos relacionados à ausência de investimentos financeiros para desenvolver uma apurada análise de riscos, desenvolver e aplicar um Código de Conduta, implantar ferramentas de Canal de Denúncias e monitorar o desenvolvimento do Programa de Integridade.

Além das possíveis multas e sanções e dos custos reputacionais, restou claro que a falta de Compliance pode acarretar em perdas operacionais e disrupções no negócio. E o custo do “não-Compliance” foi estimado no triplo dos investimentos necessários com a implantação de um Programa de Integridade efetivo.

Para Cynzia Fontana, Sócia-Diretora da CódigoConduta.com, “é melhor prevenir do que remediar. É quase impossível estimar o quanto um escândalo de corrupção ou um notório caso de assédio sexual, por exemplo, pode afetar o seu negócio sob o ponto de vista financeiro, operacional e, principalmente, reputacional. Tanto quanto é difícil apresentar os benefícios intangíveis de ter um Programa de Integridade, relacionado à construção de um ambiente organizacional e institucional ético”.

Nessa mesma lógica, vale ressaltar que os dados do estudo não contemplam as vantagens marginais da existência de um Compliance efetivo, tais como, a melhora na percepção da imagem da empresa perante seus clientes, fornecedores e parceiros de negócio e a contribuição para a concepção de um ambiente de negócios mais íntegro.

O Compliance vai muito além do respeito às normas. Trata-se da necessidade iminente de construirmos uma sociedade mais ética de dentro para fora, a partir das organizações e das instituições públicas. Os benefícios podem até ser de algum modo intangíveis, mas a perenidade e a imagem forte das organizações que adotam Programas de Integridade Efetivos demonstra sem sombra de dúvidas que estamos diante de um novo panorama”, completou Cynzia Fontana.

Nova lei obriga empresas a manter Programa de Integridade para firmar contratos com o Governo do Distrito Federal

Fonte: G1

“O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) sancionou sem vetos a chamada “lei anticorrupção”, nesta sexta-feira (2). Ele obriga que empresas que fizerem negócios com a administração pública tenham um programa de integridade interno, conhecido como sistema de compliance.

De acordo com o texto, a intenção é “proteger a administração pública de atos lesivos que resultem em prejuízos financeiros causados por irregularidades, desvios de ética e de conduta”. Também tem como objetivo promover maior transparência em contratos.

A exigência é para contratos acima de R$ 80 mil, que durem mais que seis meses. Ela vale também para convênios, consórcios, concessões e parcerias público-privadas (PPPs) – inclusive em casos de dispensa de licitação. (…)”

Para ler a notícia na íntegra, clique aqui.